"Bem-vindo"
A série de Fairy Tail gira em torno das aventuras dos personagens centrais: Natsu Dragneel, Lucy Heartfilia, Gray Fullbuster , Erza Scarlet, Happy e recentemente tendo Juvia Lockser, Gajeel Redfox e depois Wendy Marvell e os exceeds Charlie e Phanterlily como coadjuvantes. Lucy Heartfilia é uma jovem maga de 17 anos que deseja evoluir e tornar-se uma grande maga. Para isso, ela terá que entrar em uma guilda de magos, para ganhar dinheiro, sobreviver e também aprimorar suas habilidades. Ela chega até a cidade de Hargeon, onde Natsu Dragneel e Happy desembarcam para procurar Igneel, o dragão que criou Natsu como se fosse um filho, e que um dia, repentinamente, sumiu. Lucy, encontra Natsu e Happy ocasionalmente, após envolverem-se com o perigoso criminoso Bora que tenta transformar Lucy em sua escrava. Após salvar a maga, Natsu, que é integrante de uma das mais famosas guildas, a Fairy Tail, convida a garota a juntar-se a guilda. Assim, Lucy ingressa na Fairy Tail, onde começa a viver todo tipo de missão perigosa junto com Natsu e Happy. A história se passa em um universo conhecido como Mundo Mágico, uma terra onde a magia é usada em larga escala e os magos gozam de um alto status. Para organizar e facilitar a vida dos magos, surgem as guildas, organizações controladas pelo Conselho que, por sua vez, é controlado pelo Governo. Uma guilda funciona como uma "agência de empregos temporários": um cliente encomenda um serviço, um mago (sozinho ou em equipes) aceita a tarefa e caso seja completado com sucesso, há uma recompensa que varia de acordo com a periculosidade e grau de dificuldade da "missão". Contudo, assim como existem guildas "pacíficas" como a Fairy Tail, também existem guildas das "trevas", de mercenários, com fins e objetivos obscuros.

Atual Saga do mangá. Depois de 7 Anos, a Fairy Tail esta na última posição no ranking das Guildas, e atualmente a número 1 é a SaberTooth, que possui dois dragons slayers: o Dragão Branco Sting, e o Dragão das Sombras Rogue. Gildarts é indicado para ser o novo mestre da Fairy Tail, mas este recusa e vai embora deixando uma carta dizendo que iria voltar. A Fairy Tail decide então participar do Torneio Mágico, que decide qual guilda é a mais forte, em três meses. Aparece um time contra guildas das trevas formado por Ultear, Meldy e Jellal que querem investigar o torneio e ajudam a Fairy Tail. São cinco dias de torneio e somente 8 guildas foram pré selecionadas. Os dois times da Fairy Tail, Blue Pegasus, Lamia Scale, Sabertooth, Mermaid Heel, Quatro Cerberus e Raven Tail, antiga guilda das sombras cujo mestre é o filho de Makarov, pai de Laxus, Ivan. Cada dia tem um tipo de competição entre as oito guildas e quatro batalhas que ocorrem entre duas equipes. No Torneio há uma Maga Estelar chamada Yukino, o que interessa os organizadores do Torneio que parecem ter um interesse em Lucy. Graças a vergonha de ter perdido no segundo dia, Yukino é expulssa da guilda e humilhada. Milliana volta e se revela ser da Mermaid Hell para Erza e diz que Kagura e ela querem matar Jellal. Natsu tenta vingar Yukino e invade a sede da Sabertooth, desafiando Jiemma,mestre da Sabertooth,que faz pouco de Natsu e manda um subordinado lutar com ele e é rapidamente derrotado porém a luta é interrompida por Minerva que tinha Happy de refém e ameaça Natsu que vai embora com Happy. Laxus batalha contra seu pai, que covardemente luta com seus quatro ajudantes. Mesmo assim, Laxus ganha a luta mostrando para todos a sujeira da Raven tail que é eliminada. Wendy luta contra Cheila, a God Slayer do Ar. A luta acaba em empate. O conselho vai atras de Mystogan e tiram sua mascara. O conselho começa a investigar a Fairy Tail. Jellal sente uma energia muito forte e pensa ser Zeref, o motivo que o levou a investigar os jogos junto com Ultear. No quarto dia a partida é vencida por Minerva, que substitui Yukino, ela espanca Lucy na partida causando um choque entre Fairy Tail e Sabertooth. Fairy Tail A e B tem que se juntar já que Raven tail foi eliminada.A nova equipe é formada por Natsu, Gray, Erza, Laxus e Gajeel.Apos esse incidente o time Fairy tail enfrenta uma batalha de duplas no 4° dia,na qual a dupla escolhida é Natsu e Gajeel Vs Sting e Rogue onde mesmo a dupla de Dragon slayers da sabertoth usando o dragon force foi derrotada por Natsu que descartou seu parceiro no meio da batalha, o que resultou numa descoberta de Gajeel sobre um "cemitério de dragões" embaixo do palácio.Tal descoberta leva a acreditar que o mago negro Zeref esta por tras de tudo.

Em ultimas palavras, devem criar o vosso personagem e começar a tua saga, treinando novas técnicas e atributos, combater contra outros players em combates PvP ou torneios e pouco a pouco evoluir o teu rank para ter acesso a novas armas e novas habilidades.

Espero que gostem do fórum e lembrem-se que o mais importante é divertirem-se e criar novas amizades neste forum deste anime espectacular. Abraço a todos e muito bem-vindos


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo Mensagem [Página 1 de 1]

1 Dragon Slayer de Fogo[Yuuki Asuna] em Sex Dez 14, 2012 10:36 am

Convidado





Uma garota vagava pelo mundo da magia sem saber o que
tinha acontecido com ela, possuía apenas 5 anos e não tinha ideia do que fazer,
ou de quem era só lembrava do seu nome: Yuuki Asuna.



Após vagar por um bom tempo, Asuna conheceu um dragão,
por incrível que pareça ela não sentia medo do dragão, ela o olhava com
carinho, este a acolheu e a criou, seu nome erá Dragneel. Após alguns dias com
este Dragão Asuna já se sentia em casa, o dragão a acolheu, a criou e esta
sentiu muito amor por ele, pois o considerava como pai, em um certo dia
Dragneel, chamou Asuna e a levou até um campo, o lugar era muito belo e Asuna,
o adorou chamando o campo de My Father. Dragneel parecia estar pensando em algo
distante, ele olha fixamente para Asuna, que brincava no campo, ele se
levantou, Asuna se virou e olhou para seu pai:



- Está na hora de você aprender magia minha querida



- Magia papa?



- Sim magia.



Dragneel conduziu Asuna até o meio do campo logo explicou
que ensinaria uma magia antiga, chamada Dragon Slayer, essa magia era antiga e
poucos a sabia, na verdade ele não conhecia ninguém que conseguiu aprende-la,
Asuna o perguntou por que ele achava que ela poderia conseguir aprender,
Dragneel a olhou fixamente e apenas disse: Por que você é minha filha.



Era a primeira vez que Asuna ouvira este a chamar de
filha, seu coração dispara e ela estava muito feliz, sabia que o pai tinha
dificuldade em conviver  com ela, mas também
sabia que ele a amava. Primeiro Dragneel ensinou a Asuna o principio básico de
magia.



- Magia e tudo aquilo em que se acredita, que se tem fé.
Portanto se você não acreditar não saberá o que é magia.



- Então papa, é por isso que ninguém nunca os viu? As
pessoas não acreditam em dragões, talvez seja por isso que eles nunca o viram



- Asuna você acredita em min?



- Claro, papa. Você é meu papai dragão



Dragneel, explicou para Asuna que ela deveria aprender
primeiro o que era magia para depois entender a magia Dragon Slayer, Asuna
levou 5 dias para aprender o que era magia, ela começou a se concentrar, a
meditar e a ter fé, quando todas essas qualidades se uniram Asuna entendeu o
que era magia, Dragneel ficou contente, mas explicou para Asuna que ela demorou
um pouco para entender o coração da magia. Asuna foi até o campo aonde dera o
nome de” My Father”, quando ela estava presente naquele lugar, era como se tudo
se perde-se todos os problemas, Asuna conseguia se concentrar.



Após 10 dias Dragneel começou a ensinar a Asuna a magia
Dragon Slayer:



- A magia Dragon Slayer precisa de um treinamento
especial  que torna a constituição
orgânica interna do corpo do Mago própria para a caça de um Dragão, você
aprendera a magia Dragon Slayer de Fogo, portanto seu alimento será o fogo,
você terá resistência ao mesmo.



- Que dizer que eu não vou mais me queimar.



- Não você não se queimara mais, mas para isso você devera
aprender  a mudar sua constituição
interna. Vamos começar com resistência ao fogo



Dragneel explicou que Asuna deveria se sentar no meio do
campo, ele cuspiria fogo e ela deveria ficar no meio das chamas para poder ter resistência
ao mesmo. Asuna obedeceu, se sentou no meio do capo, Dragneel ficou em pé em
sua frente, logo este começou a lançar chamas fracas em Asuna, ela sentia seu
corpo em chamas, aquilo ardia muito ela chorava e Dragneel parou.



-Acho que me enganei criança



- Papa



- Sim?



- Faz de novo? Parece com o calor que eu sinto quando
estou perto de você



Os olhos de Dragneel olharam curiosos para Asuna, mesmo
sentindo dor ela continuaria com seu treinamento, Dragneel sentiu orgulho e
decidiu que iria com certeza ensina-la, Asuna se sentou no meio do campo e
Dragneel lançou suas chamas. No começo Asuna não suportava aquelas chamas, elas
queimavam seu corpo, então Asuna fechou os olhos e se concentrou na chama como
se ela fizesse parte de seu corpo, como se fosse sua fonte de energia e de
repente Asuna não sentia mais nada, apenas um calor humano, o calor que ela
sentia quando estava com seu pai, aquela eram chamas de sentimento. Dragneel
parou de mandar as chamas disse que ela tinha aprendido a resistência ao fogo, mas
ainda não podia respira-lo ela teria que treinar mais. Asuna se sentia feliz
pelos olhos de seu pai que brilhavam de orgulho, talvez ela não fosse tudo que
ele esperava mas naquele momento tinha conseguido o mais importante, o primeiro
passo, o amor de seu pai. Passaram-se dois dias para que eles voltassem ao treinamento,
ele havia explicado que para se tornar um Dragon Slayer ela teria que ter
paciência e dedicação, Asuna queria mais que tudo naquele momento agradar seu
pai, e ser uma maga forte. Hoje ela aprenderia a respirar o fogo, fazer com que
seus pulmões se tornassem igual a de um dragão. Dessa vez ele faria uma roda de
fogo Asuna ficaria no meio dela e tentaria ficar o maior tempo possível. No
começo foi tudo bem, pois Asuna adorava sentir o calor do fogo, mas logo
começou a engasgar, ela não sentia mais o calor do fogo, sentia apenas um
cheiro ruim. Dragneel percebendo que Asuna não estava bem a tirou de dentro do
circulo, depois a colocou do seu lado e explicou:



- A resistência ao fogo faz com que seu corpo não se
queime, o ar que você respira te mantem viva, tente trocar o ar pelo fogo



Asuna não compreendia muito o que Dragneel havia dito,
mas não se queixou já estava tarde e ela estava cansada, adormeceu facilmente.
No dia seguinte o que Dragneel falara martela em sua cabeça, apesar de ter 5
anos ela entendia bastante as coisas ainda mais depois que conheceu Dragneel,
sua compreensão ficou mais clara, mas ainda sim não lembrava do seu passado e
nem parecia querer conhece-lo. Asuna se dirigiu novamente ate o campo, seu
treino era árduo, o fogo era algo que ela sempre gostou, mas respira-lo era difícil,
Dragnnel fez a roda de fogo e Asuna se sentou ao meio desta, no começo foi fácil
respirar o fogo, mas não tinha como ela sempre se engasgava, Asuna tentou se
concentrar mas não conseguia o fogo parecia consumir seu corpo. Dragneel tirou
Asuna e olhou em seus rosto, ela parecia triste por não conseguir respirar o
fogo, talvez não fosse apenas para agradar seu pai, Asuna queria que o fogo
fosse parte dela, queria que os dois fossem um só, e então Asuna percebeu o que
faltava para dominar o fogo, pediu a seu pai que fizesse novamente a roda de
fogo, ele relutante obedeceu, Asuna entrou então fechou os olhos e deixou o ar
sair, inspirou o fogo e imaginou ela sendo um fogo, seu corpo estava quente e confortável,
sua respiração a tranquilizava, Asuna sentia que o fogo era sua principal
força, era sua vida. Dragneel olhou surpreso para a garota, ela dominara boa
parte da magia Dragon Slayer em pequenos meses, ela completaria 6 anos daqui a
3 meses, Asuna queria dominar o fogo, queria que ele fosse parte dela mais do
que nunca, Dragneel percebeu sua vontade e disse algo a Asuna que ela nunca
soubera, o fogo era uma força que aumentava com o sentimento,” a chama é feita
pelo seu sentimento” ele me dissera. Asuna pensava que o fogo era um material
que faria parte dela, mas ao ouvir o que Dragneel disse, ela mudou de ideia,
era verdade o fogo que havia dentro dela era maior que qualquer coisa aquele
fogo era sua vontade determinação, quanto mais sentimentos a na chama mais
força ela terá



- Enfim você compreendeu a magia Dragon Slayer



- Papa, o que vamos fazer agora



- Você tem que treinar o seu corpo, antes de aprender a
controlar o fogo



Asuna entendeu o que ele quis dizer, ela precisa aprender
a lutar. Dragneel a levou até uma floresta e começou a explicar princípios básicos
para aprender a ter força suficiente para controlar a magia Dragon Slayer.
Asuna começou socando uma árvore, Dragneel sempre repetia a mesma coisa “seus
punhos são iguais as chamas, precisam de sentimento”, como Asuna colocaria
sentimento em socar uma arvore? Ela continuava 
a socar há árvore, mas nada mudava, ela ficou desanimada pois chegara
tão longe e não conseguia estragar uma árvore.



- Sabe Asuna, os magos são chamados de fortes, mas apenas
quando usam magia, poucos magos treinam o corpo e por isso são vulneráveis.



- Eu sei...



- Se você continuar pensando que não consegue, realmente
não vai conseguir. Você aprendeu mais que qualquer um minha filha, você tem que
acreditar em você.



Asuna se levantou, ela tinha se esquecido que acreditar
em si faz parte de ser uma maga, talvez ela não conseguisse derrubar aquela
árvore, mas com certeza ela tentaria. Asuna se posicionou e começou novamente a
dar socos na arvore, mas desta vez ela pensava nas chamas que corriam em seu
corpo, no calor que ela sentira quando começara a aprender a magia com
Dragneel, então ela focalizou e imaginou todos esses sentimentos em seus punhos
e: BUM! Asuna destruiu a arvore, após o choque ela observou sua mão e viu
chamas em volta dela, Asuna estava se saindo bem, aquelas eram chamas de
sentimento, vontade e coragem, sentimentos os quais ela sempre carregaria com
ela. Estava escuro portanto Asuna decidiu voltar com seu pai para a caverna e
descansar, pois apesar de estar se saindo bem o cansaço era enorme, o desgaste físico
era quase insuportável, quando ela dormia seu corpo parecia de pedra, até se recostar
em seu pai e deixar as chamas fluir pelo seu corpo, entorpecendo toda a dor.
Quando Asuna acordou o dia já estava no fim, ela ficara de boca aberta como
conseguira dormir por tanto tempo?



- Você dormiu por 3 dias querida



Asuna não acreditava no que ouvia, o treino era árduo,
mas ela não deveria ter dormindo tanto, ela tinha perdido três dias de treino e
agora tinha que recuperar. Asuna foi para o meio da floresta e começou a socar
mais uma arvore, Dragneel a seguiu e disse a ela para descansar, pois se não
descansasse não iria adiantar todo aquele treino, Asuna não queria parar queria
controlar logo as chamas



- Você já ouviu aquele ditado que diz assim: A presa e
inimiga da perfeição?



- Sim



- Pois e verdade, se você se apressar para aprender algo,
você não a aprendera com perfeição minha querida. Vamos descansar e amanha
continuaremos



Asuna relutante voltou até a caverna e descansou, quando
acordou era dia e ela foi direto até seu campo de treino, Dragneel a seguiu
depois de algum tempo, talvez ele estivesse preocupada, mas havia um sorriso em
seu rosto algo que Asuna não consegui compreender, ele parecia gostar do jeito com
que ela treinava, a sua determinação era algo que ele não via a muito tempo.
Asuna já ia começar a socar as arvores quando Dragneel a olhou e disse algo
sobre aumentar sua velocidade. Asuna o olhou incrédula como ela conseguiria ser
amis rápida que um dragão



- Eu irei atrás de você lançando chamas você terá que
desviar e sobreviver ate 18:00 da tarde



Ainda eram apenas 12:00 como ela sobreviveria contra um dragão
que era 10 vezes mais rápida que ela? Mas Asuna sentia que podia fazer aquilo,
mesmo com um pouco de medo. Após se posicionar Asuna começou a correr pelo
campo, Dragneel vinha em uma velocidade incrível atrás dela, não demoraria 10
segundos para ele a alcançar, Asuna começou a usar as árvores para poder
desviar das chamas, Asuna percebera que ele tinha um pouco de dificuldade de
desviar das arvores, mas não demorou muito para ele a surpreender, lançou
chamas que destruíram todas as arvores, muitas caiam em direção de Asuna que
desviou de quase todas ate chegar na ultima que a acertou lançando-a para o
lado, Asuna se levantou com dor no braço e percebeu que Dragneel continuava a
seguir, pelo que parece ele tentaria mesmo mata-la e ela tinha que mostrar o
melhor de si. Continuou correndo e Dragneel  chegava cada vez mais perto, Asuna tinha que fazer
algo diferente, ela não tinha mais muita energia, e agora sua principal fonte
de energia era o...fogo, ela enfim percebeu o que deveria fazer, Dragneel
continuava atacando, quando ele lançou em chamas em vez de Asuna desviar, ela simplesmente
mergulhou nas chamas, Dragneel não entendeu muito o que ela fasia, mas Asuna
tentou comer o fogo, no começo parecia a pior coisa que ela já vira, o fogo
queimava o seu corpo por completo, mas logo ela sentiu o fogo como se fosse
algo que já estivesse com ela por muito tempo, o fogo entorpeceu a dor, Asuna
parecia nova em folha, parecia que acabara de tomar um energético mega potente.
Mas ainda sim, tinha que sobreviver até as 18:00, ou seja, tinha que sobreviver
mais duas horas, Asuna continuou correndo, correr era a única coisa que ela
podia fazer, mas ela também tinha que arrumar um jeito de atrasa-lo, então ela
teve uma ideia, correu em direção de uma arvore e imaginou todo o fogo em sua
mão, logo ela socou a arvore que caiu na frente de Dragneel, atrasando e me dando
um tempo em sua frente. Asuna não via mais Dragneel em suas costas, logo em sua
frente ela avistou uma cachoeira, ela estava com sede mas tinha medo de beber a
agua, pensava em varias coisas como se a agua fosse apagar o fogo que nela
existia, então ela se lembrou do que era magia e o mais importante o que era
magia Dragon Slayer. Após beber a agua Asuna se lembrou de que Dragneel agora
devia estar bem próximo dela, aquela arvore não poderia atrasa-lo muito, ela
tinha que pensar em algo ela não poderia correr para sempre, tinha que se
esconder, perto de onde estava havia uma gruta logo ela se escondeu lá,
Dragneel não demorou muito a chegar a cachoeira, o seu sorriso não desaparecia,
ele olhou em direção da gruta e lançou suas chamas, saltei para o ar e desviei.



- Como você sabia que eu estava ali?



- Você vai aprender isso também, e parabéns



- Hum?



- Você sobreviveu, agora já são 18:00 e você me
surpreendeu lá traz



Asuna estava contente, não tinha reparado que o tempo já tinha
passado, ela gostou do estilo do treino, mais do que nunca o fogo a fazia se
sentir viva. Dragneel pegou Asuna e a colocou em suas costas e voaram em direção
do nada



- E agora papa o que vamos aprender?



- Você gosto de comer o fogo?



- Eram bom, me fez me sentir muito melhor



- Isso faz parte da magia Dragon Slayer, você a aprendeu
em um momento difícil, mas foi muito bem. Pelo que parece você consegue concentrar
chamas em sua mão, mas só quando come chamas. Agora você ira aprender a
controlar o fogo que a dentro do seu corpo



- Mas eu estou sem fogo agora



- Não está minha querida você vai entender



Descemos em uma floresta, estava escuro  então imaginei que iriamos dormir, mas
Dragneel explicou que ali seria o melhor lugar e a melhor hora. Dragneel
explicou que para controlar o fogo eu teria que ser um só com as minhas chamas,
deveria conseguir controla-la com minha vontade, e tirar as chamas do fundo do
meu coração. No começo eu achei estranho, pois eu só havia consumido as chamas
de manhã, mas então lembrei do dia no treino da arvore, eu nunca tinha
consumido as chamas até aquela hora, eu tinha “tirado” chamas das minha
vontades e desejos. Asuna se sentou e começou a se concentrar, ela imaginava
uma chama em sua mão como se fosse uma tocha, ao abrir os olhos sua mão possui
chamas como em uma labareda



- Muito bem, agora você tem que conseguir manipula-la,
lança-la contra algo etc..



Asuna achou aquilo muito difícil, tentou lançar a pequena
chama em sua mão em direção da arvore, mas esta não se moveu, Asuna imaginou
ter fracassado, mas Dragneel a olhava com olhos curiosos de quem estava
satisfeito, ele pegou-me e colocou-me em suas costas, fomos diretos para a
caverna aonde sempre dormíamos, achei que pegaria no sono naquele exato
momento, mas eu queria perguntar algo a Dragneel.



- Papa, você acha que eu ou conseguir?



- Sim minha querida, a maior parte do treino você já concluiu



Aquilo me deixara feliz, mas eu sentia que teria pouco
tempo com ele, como se ele fosse embora e eu talvez nunca mais o visse. Asuna
dormiu sentindo o calor de seus corpos, mas não dormiu tão tranquila quando
dormia antes. Ao acordar Asuna perguntou que dia era ele respondeu dizendo apenas,
“Amanha será seu aniversario”, Asuna não acreditava que se passaram um ano
desde que ela conhecera Dragneel, não parecia tanto tempo, e ela não acreditava
mais ainda que estava perto do fim de seu treino, Asuna se sentia muito feliz,
mas por algum motivo se sentia muito triste também. Dragneel explicou que
primeiro ela treinaria o seu corpo, depois ela trenaria a manipulação das
chamas, obediente Asuna seguiu em direção das arvores aonde sempre treinava,
dessa vez ela treinava de um modo diferente, corria em direção das arvores e as
socava com chamas em seus punhos, depois de destruir bastante arvores, Asuna
tentou manipular sua chamas, primeiro ela colocou chamas nos dois punhos e os
juntou, formando uma bola de fogo, Dragneel observava de longe, mas muito
atentamente, Asuna se concentrou e lançou a bola de fogo, só que a bola se
desfez antes de chegar a arvore, Asuna não tinha ideia do por que isso deu
errado, mas ela não iria desistir, novamente juntou as chamas e imaginou uma
grande chama acertando a arvore, e foi o que aconteceu, ela conseguiu manipular
sua chama. Asuna queria ter certeza de que conseguira então começou a lançar
chamas nas rochas e pedras logo gritou feliz para seu papa que havia
conseguido.



- Parabéns você conseguiu, agora você é uma Dragon Slayer



- Obrigada papa



Dragneel e Asuna voltaram felizes para a caverna, ela
estava muito cansada agora que tinha conseguido dominar o fogo e se sentia como
o próprio fogo, não demorou muito e ela pegou no sono, pela primeira vez ela
sonhou e não era nada agradável, acordou assustada e não avistou Dragneel ela
fazia 6 anos e seu papa não estava lá, Asuna se sentiu infeliz pela primeira
vez, procurou pelo campo de treino e não achou nada. Asuna chorava e chorava.



- DRAGENEELLLL



Mas Asuna nunca mais o viu e agora seguia seu rumo,
treinando e procurando por seu pai Dragneel



Obs: Minha mão esta doendo de tanto escrever, mas vale
apena para se tornar uma Dragon Slayer ^^ u.u



2 Re: Aventuras de um Dragão em Sex Dez 14, 2012 10:45 am


Optima Narração. Com esta aventura ganhas-te os poderes do Dragon Slayers do Fogo. Parabens Wink



Ver perfil do usuário http://fairytail-xtreme.ativoforum.com

3 Aventuras de um Dragão em Seg Dez 24, 2012 10:55 am

Convidado



O Conflito

Como em toda manhã, Asuna saia da Guild para treinos, mas desta vez ela saiu para uma jornada na qual ela procurava por alguem: Ignnel. Todos zombavam de sua cara, pois ninguem acreditava em suas historias, muito menos que um dragão existia, para eles tudo era fachada. Ja se faziam 7 anos que Ignnel desaparecera, agora ela estava determinada a encontra-lo, por isso seguiu na direção de seu antigo lar, aonde ela e seu pai treinaram por 3 anos. Asuna era uma garota determinada e sempre alvejava seu objetivo, talves pelo simples fato de que não admitia perder, porem ao lembrar de seu pai lembrara tambem que perder fasia parte e quando mais ela se lembrava mais triste ficava, as vezes se perguntava se devia encontra-lo, bem ela queria, mas será que deveria?! Igneel sumiu por algum motivo, não apenas pelo capricho, tinha que haver um motivo. Em meio toda essa reflexão ela percebeu que tinha que ir e voltar rapido, não poderia deixar a guild por muito tempo. Andou por Magnolia por uns 10 minutos ate chegar em seu limite, mas algo estava acontecendo uma multidão estava na praia fasendo uma grande roda, um mago estava no mei desta se exibindo para as garotas, Asuna não se importava, mas achava que era uma besteira, se exibir não o faria ficar forte, porem ela estava curiosa queria saber quem era o mago, pois nunca o vira por ali, ao ficar a 5m de distancia, Asuna pode ouvir seus comentarios, todos superficiais e com nenhuma razão. Logo ela decidiu que deveria ir embora ele não era um mago o qual se possa dizer "interessante", nem se quer em uma batalha, quando começara a se distanciar Asuna escutou o mago falar da Fairy Tail, talvez ele quisesse entrar, portanto Asuna teria que falar com ele. Ela voltou andando na direção do mago, que se gabava, de ser o mago mais forte da Fairy Tail, subitamente Asuna sentiu todo seu corpo tremer, ela nunca virá alguem como aquele cara, ele nunca esteve na Fairy Tail e agora dizia ser o mais forte? Asuna não se conteve, saltou na direção do mago, que se assustou ao ve-la, porem seu tupor logo passou, olhou indeferente para ela ate prferir as palavras:

- Você quer um autografo?

- Você é membro da Fairy Tail?

- Sim, mas vou sair aquela guild e muito fraca

Asuna o olhou fixamente, seus olhos estavam cheios de odio, ela não podia acreditar que alguem estava se fasendo passar por um membro da Fairy Tail. Seus punhos estavam em chamas, ela não se segurou, deu um soco no mago que o lançou em direção da casa destruindo a mesma. Agora todo o corpo de Asuna estava em chamas, literalmente. Asuna se virou e olhou para o mago, dizendo:

- Nunca te vi na Fairy Tail

Suas roupas voavam e agora a marca em seu braço estava a mostra, ela não suportou a ideia de alguem difamando a Guilda, muito menos um mago esnobe como aquele.

- Você que um membro qualquer dessa Guildazinha pode me derrotar?! Acho que não

O mago correu na minha direção e com seus punho em chamas tentou socar Asuna, ela apenas segurou sua mão e olhou nos olhos do mago

- Nunca mais mecha com o nome da Fairy Tail

Assim que proferiu essas palavras Asuna o acertou com uma grande rajada de chamas, a qual o deixou impossibilitado de se levantar. Asuno se então percebeu que havia mais magos que, pelo que parece, não gostaram muito do que ela fizera, porem Asuna não queria batalhar, queria seguir viajem indo atras de Ignnel e não tinha tempo para aqueles bastardos

- Não quero briga, preciso ir embora

- Você pode até não querer brigar, mas nós queremos

Era um total de cinco magos, Asuna queria acabar com aquilo rapido e lutar não seria a melhor opção, logo o primeiro mago atacou Asuna desviou para a direita depois voltou e acertou um golpe em sua costas o lançando para longe, os outros foram mais inteligentes atacaram em conjunto, Asuna fez com que as chamas em seu corpo aumentassem, assim os magos não chegariam perto logo ela saltou e usou uma magia poderosa:

- Karyuu no Yoku Geki

O ataque acertou todos os magos, os deixando inconsciente, logo acabei destruindo algumas casas.

- O conselho vai encher o saco!Entreguem eles ao conselho para min, por favor

Asuna dirigiu-se aos cidadões que estavam ali, depois se virou e foi embora em busca de Ignnel. Asuna só não imaginava que essa aventura seria um tanto complicada ja que seu destino era algo no qual ela poderia destruir ou salvar o mundo.


Proximo Capitulo: Inimigo ou Amigo

4 Re: Aventuras de um Dragão em Seg Dez 24, 2012 11:31 am


Asuna, de preferencia poste todas as suas aventuras em um só local, pra facilitar a vida dos avaliadores do campeonato xD, bom, eu vou mover essa aventura pro local da anterior, e dar desblock naquela.

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado




Lucy


Olá, bem vindo ao Fórum Fairy Tail X-Treme
Um Bom Mago deve ter em atenção os seguintes Detalhes
Respeite as regras
Faça sua ficha em Fichas de Magos
Não pratique o Flood, Eu Detesto Vadalismo
Não peça suporte por MP
Tire Suas Duvidas No Nosso Atendimento


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum