"Bem-vindo"
A série de Fairy Tail gira em torno das aventuras dos personagens centrais: Natsu Dragneel, Lucy Heartfilia, Gray Fullbuster , Erza Scarlet, Happy e recentemente tendo Juvia Lockser, Gajeel Redfox e depois Wendy Marvell e os exceeds Charlie e Phanterlily como coadjuvantes. Lucy Heartfilia é uma jovem maga de 17 anos que deseja evoluir e tornar-se uma grande maga. Para isso, ela terá que entrar em uma guilda de magos, para ganhar dinheiro, sobreviver e também aprimorar suas habilidades. Ela chega até a cidade de Hargeon, onde Natsu Dragneel e Happy desembarcam para procurar Igneel, o dragão que criou Natsu como se fosse um filho, e que um dia, repentinamente, sumiu. Lucy, encontra Natsu e Happy ocasionalmente, após envolverem-se com o perigoso criminoso Bora que tenta transformar Lucy em sua escrava. Após salvar a maga, Natsu, que é integrante de uma das mais famosas guildas, a Fairy Tail, convida a garota a juntar-se a guilda. Assim, Lucy ingressa na Fairy Tail, onde começa a viver todo tipo de missão perigosa junto com Natsu e Happy. A história se passa em um universo conhecido como Mundo Mágico, uma terra onde a magia é usada em larga escala e os magos gozam de um alto status. Para organizar e facilitar a vida dos magos, surgem as guildas, organizações controladas pelo Conselho que, por sua vez, é controlado pelo Governo. Uma guilda funciona como uma "agência de empregos temporários": um cliente encomenda um serviço, um mago (sozinho ou em equipes) aceita a tarefa e caso seja completado com sucesso, há uma recompensa que varia de acordo com a periculosidade e grau de dificuldade da "missão". Contudo, assim como existem guildas "pacíficas" como a Fairy Tail, também existem guildas das "trevas", de mercenários, com fins e objetivos obscuros.

Atual Saga do mangá. Depois de 7 Anos, a Fairy Tail esta na última posição no ranking das Guildas, e atualmente a número 1 é a SaberTooth, que possui dois dragons slayers: o Dragão Branco Sting, e o Dragão das Sombras Rogue. Gildarts é indicado para ser o novo mestre da Fairy Tail, mas este recusa e vai embora deixando uma carta dizendo que iria voltar. A Fairy Tail decide então participar do Torneio Mágico, que decide qual guilda é a mais forte, em três meses. Aparece um time contra guildas das trevas formado por Ultear, Meldy e Jellal que querem investigar o torneio e ajudam a Fairy Tail. São cinco dias de torneio e somente 8 guildas foram pré selecionadas. Os dois times da Fairy Tail, Blue Pegasus, Lamia Scale, Sabertooth, Mermaid Heel, Quatro Cerberus e Raven Tail, antiga guilda das sombras cujo mestre é o filho de Makarov, pai de Laxus, Ivan. Cada dia tem um tipo de competição entre as oito guildas e quatro batalhas que ocorrem entre duas equipes. No Torneio há uma Maga Estelar chamada Yukino, o que interessa os organizadores do Torneio que parecem ter um interesse em Lucy. Graças a vergonha de ter perdido no segundo dia, Yukino é expulssa da guilda e humilhada. Milliana volta e se revela ser da Mermaid Hell para Erza e diz que Kagura e ela querem matar Jellal. Natsu tenta vingar Yukino e invade a sede da Sabertooth, desafiando Jiemma,mestre da Sabertooth,que faz pouco de Natsu e manda um subordinado lutar com ele e é rapidamente derrotado porém a luta é interrompida por Minerva que tinha Happy de refém e ameaça Natsu que vai embora com Happy. Laxus batalha contra seu pai, que covardemente luta com seus quatro ajudantes. Mesmo assim, Laxus ganha a luta mostrando para todos a sujeira da Raven tail que é eliminada. Wendy luta contra Cheila, a God Slayer do Ar. A luta acaba em empate. O conselho vai atras de Mystogan e tiram sua mascara. O conselho começa a investigar a Fairy Tail. Jellal sente uma energia muito forte e pensa ser Zeref, o motivo que o levou a investigar os jogos junto com Ultear. No quarto dia a partida é vencida por Minerva, que substitui Yukino, ela espanca Lucy na partida causando um choque entre Fairy Tail e Sabertooth. Fairy Tail A e B tem que se juntar já que Raven tail foi eliminada.A nova equipe é formada por Natsu, Gray, Erza, Laxus e Gajeel.Apos esse incidente o time Fairy tail enfrenta uma batalha de duplas no 4° dia,na qual a dupla escolhida é Natsu e Gajeel Vs Sting e Rogue onde mesmo a dupla de Dragon slayers da sabertoth usando o dragon force foi derrotada por Natsu que descartou seu parceiro no meio da batalha, o que resultou numa descoberta de Gajeel sobre um "cemitério de dragões" embaixo do palácio.Tal descoberta leva a acreditar que o mago negro Zeref esta por tras de tudo.

Em ultimas palavras, devem criar o vosso personagem e começar a tua saga, treinando novas técnicas e atributos, combater contra outros players em combates PvP ou torneios e pouco a pouco evoluir o teu rank para ter acesso a novas armas e novas habilidades.

Espero que gostem do fórum e lembrem-se que o mais importante é divertirem-se e criar novas amizades neste forum deste anime espectacular. Abraço a todos e muito bem-vindos


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo Mensagem [Página 1 de 1]

1 White Dragon Slayer - Tony em Qui Maio 30, 2013 1:39 pm

Convidado



Dragon Slayer Branco
Cresci junto com meu irmão Daryl.D. , porém enquanto Dr (como o apelidei) aprendeu a magia Gravity Magic, e eu ainda não usava magia alguma. Nós dois treinávamos juntos, embora eu não usasse magia e Daryl sim, então eu treinava apenas o físico enquanto Daryl treinava o físico e sua magia, eu sentia alguns efeito dos treinamentos , mas como era caçula, não aguentava tanto como Dr,que era mais velho e aguentava mais treino que eu, ficou mais forte, eu continuei a treinar, até que quando fiz 8 anos, e foi quando Daryl decidiu partir e entrar em uma guilda, ao receber a notícia me senti abandonado, já que ele era o único que mantia um relacionamento comigo, fora ele, eu não tinha ninguém com que eu pudesse conversar, ou treinar, até fazer coisas de irmãos.

Depois do Daryl, me dizer que iria para uma guilda, corri pela floresta, quando percebi já estava de tarde e estava andando pelas grandes montanhas, para relaxar e esquecer a urbanidade, estava meio chateado e perturbado, e bem longe da cidade, passava por um precipício, quando algo me atingiu por trás parecendo uma cauda, e uma grande sombra passou por mim, tentei olhar o me acertou, porém era rápido demais, quando voltei com o foco para mim, percebi que estava caindo, tentava me segurar em algo para que pudesse subir de volta, mas era impossível, as rochas das paredes eram pontiagudas, o que fez com que ferisse minhas mãos, de repente, um som alto é feito, sou eu batendo gravemente meu corpo contra o chão, no mesmo estante minhas visão ficaram turvas, logo em seguida meus olhos se fecharam.

Ao acordar olhei em volta, tava dia, pensei que tinha ficado algumas horas inconsciente, meu corpo todo ainda doía, tinha sorte de não quebrar algum osso importante, fiz muito esforço para me levantar, ao levantar, procurei algo que me ajudasse a andar, por sorte encontrei um graveto, um pouco maior que a metade do meu corpo, me apoiei nele e olhei ao redor, fiquei olhando para as paredes tentando escalar aquele paredão de alguma forma, porém com meu corpo naquele estado seria impossível, saí de onde estava, e fui olhando ao redor daquela caverna ligada ao precipício, ao andar um pouco mais para a frente, o chão desmoronou, e fui deslizando em um túnel, deslizei por uns 5 minutos. Ao finalmente para de escorregar, naquele inferno, suspirei, e falei baixinho abaixando minha cabeça:

-Eu vou terminar morrendo aqui!-

Bem parece que minha frase era verídica, ao acabar de baixar minha cabeça, percebi que havia, uma rachadura média, evitava fazer movimento bruscos para que não caísse novamente, me ajeitava calmamente naquele miserável túnel, quando aquela rachadura se tornou um buraco enorme e caí em cima de algo enorme, junto com as pedras, resmungando de dor, me levantava vagarosamente com medo de que algo há mais acontecesse, ao finalmente me levantar, uma sombra enorme com asas surge sobre mim e diz:

-A onde pensa que vai pequeno humano ? Você me encontrou, passou pelo meu joguinho, agora passará por outro teste para que seja meu aprendiz! E se tornará um Dragon Slayer-

- Como assim seu joguinho- Falava espantado enquanto me virava -Seu desgraçado, quer dizer que eu estou assim por sua culpa ? Eu vou te matar- Falava irritado, indo até o dragão.

O mesmo me parou apenas com um sopro, que me fez dar cambalhotas para trás

-Calma gafanhoto, paciência é necessário ter para ser um Dragon Slayer, desculpa esqueci o quanto os humanos eram frágeis, você agora é o aprendiz de Weissologia! O Dragão Branco!-

Estava olhando o tal Weissologia, como ele mesmo se autonominava, ainda com raiva, decidi aceitar a tal oferta daquela fera gigantesca.

Ele fez um movimento para que o seguisse, bem eu não tinha outra escolha, me levantava devagar, e gemia de dor, todas aquelas quedas tinham ferrado meu corpo. Weissologia olhou para traz e resmungou:

-Que corpo frágil garoto, acho que você teve muita sorte, em estar vivo até agora, vai perder essa moleza agora! Serás abençoado por mim, e terás a resistência de um dragão, agilidade de um dragão, força de um dragão, serás purificado, todos os seus pecados, maus desejos, vingança, ódio, você agora é o Dragon Slayer Branco! Discípulo de Weissologia!-

Enquanto ele falava aquilo tudo, me sentia meio confuso, e continuava seguindo-o, até que chegamos em um local sereno, ventilado, verde, tinha uma pequena cachoeira, enquanto admirando o local, quando recebi uma forte patada, voei até o lago onde a cachoeira caía, voei praticamente uns 5 metros, porém por algum motivo, a patada, não me causou tantos ferimentos e danos, parecia mais fraca, do que as quedas que tinha tomado junto, ao emergir do lago, água escorria sobre o cabelo e o rosto, apertava os punhos e olhava meio raivoso para Weissologia

- O que foi isso ?-

-O início do seu treinamento, estou apenas fazendo com que você se prepare para seu objetivo final, me matar-

Abri as mãos, a expressão do meu rosto mudou de raiva, para surpresa e desespero

-Te ma-matar ? Mais por que ?-

-Você terás que fazer isso para concluir seu treinamento, agora venha, irei te abençoar, concedendo-lhe o poder de um matador de dragões-

Estava tremendo, mais não por causa das dores, e sim porque a imagem de ter que matar o Weissologia não saía da minha cabeça, ao chegar perto dele, Weissologia, o mesmo falou um encantamento, em uma língua estranha

-Dono vobis in magicis sacra cædere draconum sapientiam, et fortitudinem sollertia vultis, Carmen, benedici a Weissologia estis me, tu nunc eris occidere dracones-

Um enorme círculo mágico branco surgiu, e atravessou meu corpo, meu corpo começou a levitar, fiquei deitado no ar, com braços e pernas jogados para baixo, com meu corpo curvado, e dos meus olhos e bocas, saíam feixes de luz, após o círculo atravessar todo o meu corpo, meu corpo caiu bruscamente no chão, e apaguei.

Acordava lentamente, minha visão estava embaçada, ao levantar levei minha mão aos cabelos, jogando uma pequena parte para trás, sentindo uma enorme enxaqueca, levantava-me procurando, meu "Pai" (Weissologia), ao perceber que estava todo enfaixado, resolvi dar um chance melhor a ele, estava sofrendo um pequena aminésia, não me lembrava de nada, depois que entrei naquele local, porém estava com arranhões, corpo ferido, enfeixado. Ao andar um pouco a frente, via que o local estava destruído, escutava apenas uma voz dentro da minha cabeça "Você é o branco". Procurava Weissologia por todos os locais daquela caverna, e não o encontrei, não tinha restros alguns, apenas marcas de um luta feroz, após terminar voltando ao ponto de partida, percebi que Weissologia tinha sumido, ao perceber que o meu "Pai" tinha me abandonado, meu coração teve um aperto, meus olhos ficaram cheios de lagrímas, as mesmas já desciam sobre meu rosto, abaixei minha cabeça, fiquei pensando porque ele teria feito tudo aquilo. Agora só tinha certeza de duas coias: Eu sou o White Dragon Slayer, e Weissologia precisava de mim!

Saí, da caverna e vaguei sem rumo, para todos os lugares possíveis, sempre me lembrando do Weissologia, de tudo que ele havia me ensinado, o qual tinha me ensinado acreditar, lutar, e amar, sabia que ele precisava de mim, iria atrás dele a qualquer lugar, para que possa ajuda-lo, o Weissologia foi um ótimo pai para mim, tava na hora de ser o seu verdadeiro filho.

Fui perambulando pela floresta, quando caí ajoelhado, curvando meu corpo para frente, segurando minha cabeça com as duas mãos, um forte do de cabeça veio, começava gritar, quando imagens vieram a minha cabeça, de mim e Weissologia, lutando contra um dragão enorme, maior o próprio Weissologia, um dragão preto, com detalhes azuis, e escamas inferiores beges, lembrei de seus poderosos ataques, não eram facilmente comparados ao ataques de Weissologia, eram muitos mais fortes, foi quando me lembrei de seu nome: Acnologia, logo toda minha dor de cabeça havia se transformado em ódio e raiva, bati na terra, ergui minha cabeça, e gritei:

-Acnologia, né ? Você irá me pagar por ter afastado o meu pai de mim-

No mesmo instante ativei o White Drive não propositalmente, porém lembro-me de Weissologia ter dito: "White Drive, é apenas controlado por Dragons Slayers que foram treinados por Dragões e tem lacrimas inseridas no seu corpo, porém quando um Dragon Slayer criado por um dragão obtêm seus sentimentos mais profundos são despertados, o White Drive é ativado também"

-Weissologia, eu irei te encontrar, e iremos viver como pai e filho-

2 Re: White Dragon Slayer - Tony em Qui Maio 30, 2013 3:08 pm


Bem, está app;



Ver perfil do usuário


Lucy


Olá, bem vindo ao Fórum Fairy Tail X-Treme
Um Bom Mago deve ter em atenção os seguintes Detalhes
Respeite as regras
Faça sua ficha em Fichas de Magos
Não pratique o Flood, Eu Detesto Vadalismo
Não peça suporte por MP
Tire Suas Duvidas No Nosso Atendimento


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum