"Bem-vindo"
A série de Fairy Tail gira em torno das aventuras dos personagens centrais: Natsu Dragneel, Lucy Heartfilia, Gray Fullbuster , Erza Scarlet, Happy e recentemente tendo Juvia Lockser, Gajeel Redfox e depois Wendy Marvell e os exceeds Charlie e Phanterlily como coadjuvantes. Lucy Heartfilia é uma jovem maga de 17 anos que deseja evoluir e tornar-se uma grande maga. Para isso, ela terá que entrar em uma guilda de magos, para ganhar dinheiro, sobreviver e também aprimorar suas habilidades. Ela chega até a cidade de Hargeon, onde Natsu Dragneel e Happy desembarcam para procurar Igneel, o dragão que criou Natsu como se fosse um filho, e que um dia, repentinamente, sumiu. Lucy, encontra Natsu e Happy ocasionalmente, após envolverem-se com o perigoso criminoso Bora que tenta transformar Lucy em sua escrava. Após salvar a maga, Natsu, que é integrante de uma das mais famosas guildas, a Fairy Tail, convida a garota a juntar-se a guilda. Assim, Lucy ingressa na Fairy Tail, onde começa a viver todo tipo de missão perigosa junto com Natsu e Happy. A história se passa em um universo conhecido como Mundo Mágico, uma terra onde a magia é usada em larga escala e os magos gozam de um alto status. Para organizar e facilitar a vida dos magos, surgem as guildas, organizações controladas pelo Conselho que, por sua vez, é controlado pelo Governo. Uma guilda funciona como uma "agência de empregos temporários": um cliente encomenda um serviço, um mago (sozinho ou em equipes) aceita a tarefa e caso seja completado com sucesso, há uma recompensa que varia de acordo com a periculosidade e grau de dificuldade da "missão". Contudo, assim como existem guildas "pacíficas" como a Fairy Tail, também existem guildas das "trevas", de mercenários, com fins e objetivos obscuros.

Atual Saga do mangá. Depois de 7 Anos, a Fairy Tail esta na última posição no ranking das Guildas, e atualmente a número 1 é a SaberTooth, que possui dois dragons slayers: o Dragão Branco Sting, e o Dragão das Sombras Rogue. Gildarts é indicado para ser o novo mestre da Fairy Tail, mas este recusa e vai embora deixando uma carta dizendo que iria voltar. A Fairy Tail decide então participar do Torneio Mágico, que decide qual guilda é a mais forte, em três meses. Aparece um time contra guildas das trevas formado por Ultear, Meldy e Jellal que querem investigar o torneio e ajudam a Fairy Tail. São cinco dias de torneio e somente 8 guildas foram pré selecionadas. Os dois times da Fairy Tail, Blue Pegasus, Lamia Scale, Sabertooth, Mermaid Heel, Quatro Cerberus e Raven Tail, antiga guilda das sombras cujo mestre é o filho de Makarov, pai de Laxus, Ivan. Cada dia tem um tipo de competição entre as oito guildas e quatro batalhas que ocorrem entre duas equipes. No Torneio há uma Maga Estelar chamada Yukino, o que interessa os organizadores do Torneio que parecem ter um interesse em Lucy. Graças a vergonha de ter perdido no segundo dia, Yukino é expulssa da guilda e humilhada. Milliana volta e se revela ser da Mermaid Hell para Erza e diz que Kagura e ela querem matar Jellal. Natsu tenta vingar Yukino e invade a sede da Sabertooth, desafiando Jiemma,mestre da Sabertooth,que faz pouco de Natsu e manda um subordinado lutar com ele e é rapidamente derrotado porém a luta é interrompida por Minerva que tinha Happy de refém e ameaça Natsu que vai embora com Happy. Laxus batalha contra seu pai, que covardemente luta com seus quatro ajudantes. Mesmo assim, Laxus ganha a luta mostrando para todos a sujeira da Raven tail que é eliminada. Wendy luta contra Cheila, a God Slayer do Ar. A luta acaba em empate. O conselho vai atras de Mystogan e tiram sua mascara. O conselho começa a investigar a Fairy Tail. Jellal sente uma energia muito forte e pensa ser Zeref, o motivo que o levou a investigar os jogos junto com Ultear. No quarto dia a partida é vencida por Minerva, que substitui Yukino, ela espanca Lucy na partida causando um choque entre Fairy Tail e Sabertooth. Fairy Tail A e B tem que se juntar já que Raven tail foi eliminada.A nova equipe é formada por Natsu, Gray, Erza, Laxus e Gajeel.Apos esse incidente o time Fairy tail enfrenta uma batalha de duplas no 4° dia,na qual a dupla escolhida é Natsu e Gajeel Vs Sting e Rogue onde mesmo a dupla de Dragon slayers da sabertoth usando o dragon force foi derrotada por Natsu que descartou seu parceiro no meio da batalha, o que resultou numa descoberta de Gajeel sobre um "cemitério de dragões" embaixo do palácio.Tal descoberta leva a acreditar que o mago negro Zeref esta por tras de tudo.

Em ultimas palavras, devem criar o vosso personagem e começar a tua saga, treinando novas técnicas e atributos, combater contra outros players em combates PvP ou torneios e pouco a pouco evoluir o teu rank para ter acesso a novas armas e novas habilidades.

Espero que gostem do fórum e lembrem-se que o mais importante é divertirem-se e criar novas amizades neste forum deste anime espectacular. Abraço a todos e muito bem-vindos


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo Mensagem [Página 1 de 1]

Convidado




•••


The Doubles Tournament



Noite chuvosa na floresta, e o som dos trovões tentavam abafar o choro da criança que acabava de ser concebida, mas aquela seria uma criança diferente, seria alguém que desde o útero da mãe fora mais poderosa que qualquer um. Uma vida tirada para o nascimento de outra, é realmente entristecedor isto.
Nos braços do pai os olhos negros brilhavam, os cabelos lisos e negros refletiam os relampejos e o garoto se acalmava, mas havia uma coisa para se reparar na criança, seus olhos brilhavam como raios, envoltos em seus braços a energia se mostrava como pequenos relâmpagos, como se o próprio bebê fosse uma nuvem carregada.
- Ryou, esse será o nome da prole do Deus do Trovão. - Falava o homem com a silhueta escura pela falta de iluminação, enquanto seu filho lhe olhava atentamente.
Dois anos depois da morte da mãe, o pai do garoto se foi, mas pelo menos algo ele o fez de bom, entregou a criança à fazendeiros locais, e estas pessoas, fizeram o favor de criar o garoto como seu próprio filho, aliás, o senhor da casa era estéril, e como eles gostavam muito de crianças, criaram aquele pequeno garoto com os olhos negro e brilhantes como trovões.
E realmente os anos se passam rápido, as vezes até demais. Aquele lugar, no meio da floresta, onde um casal de solitários fazendeiros viviam, se tornou uma pequena vila, com cinco famílias, que faziam a troca de alimentos entre si, e tudo era muito bem organizado, todos eram felizes.
Isto, pelo menos até aquele dia, dia em que uma enorme criatura apareceu no lugar, e realmente, ela destruiria tudo aquilo com apenas um ataque.
As pessoas daquela pequena e corajosa vila não morreria sem lutar, e mesmo que em vão, os homens dela foram em batalha com o monstro. Triste foi o fim de quem se aproximou do monstro, pois com apenas um soprar, uma bola de fogo foi expelida pelo monstro, matando todos os homens da vila.
- Meu pai! Você o matou, seu monstro maldito! - O pequeno Ryou gritava, em desespero.
Para seu desespero, os pequenos gritos aborrecidos do garoto foram ouvidos pelo monstro que já partia da vila, mas sua atenção havia sido chamada por algo.
- Você... Você vai pagar! - O garoto gritou, e então o tempo fechou acima dele e da grande criatura.
- Ryou, Ryou! Volte filho, entre! - A mãe do garoto gritava, mas um forte vento lhe mandou para dentro de casa.
O monstro, sem temer o garoto, avançou, e neste momento, o garoto começou a ser atingido por raios negros, e começou à flutuar, e foi subindo, até que ficou em frente ao rosto do monstro, há algumas centenas de metros dele.
- Você... Vai... PAGAR! - Uma voz, que explodia como trovões, foi dita pelo garoto.
E com isto, raios e mais raios foram envolvendo o monstro, e cada vez que um raio negro caía sobre o mesmo, ia se juntando à outros, até que num momento, uma grande esfera de raios negros foi formada ao redor do monstro.
- MORRA! - O som estrondou com trovões, e uma grande explosão se fez, o que destruiu tudo e acabou com qualquer forma de vida em um grande raio de um quilomêtro do monstro.

O garoto foi ricocheteado longe, mas antes de atingir ao chão, alguém desceu do céu como um raio e lhe agarrou. Era um homem alto, com a pele acinzentada, grandes cabelos negros, asas tenebrosas e olhos que continham raios e trovões, assim como no menino.
Ele pôs o garoto no chão, e o fez dormir, para descansar. Não era qualquer um que fazia aquilo.

- Você foi bem na noite anterior, garoto. - Falou o homem ao despertar do garoto, mas o mesmo ainda com sua forma demoníaca.
- Quem é você, onde está minha família, por quê a fazenda não está ali, e que cratera é aquela? - Falava o garoto, agoniado, com lágrimas nos olhos.
- Garoto, um grande monstro atacou sua casa, destruiu tudo, inclusive seus p-pais... Mas você o matou. - Falou o homem, com um certo esforço.
- N-não! Mamãe! Papai! - O garoto em prantos gritava.
- Seus pais se foram... Mas amanhã, eu lhe ensinarei como usar seues poderes... - O homem falou -Algo que eu já deveria ter ensinado à anos... - O homem sussurrou, virando o rosto.

No mesmo dia, o homem fez uma pequena cabana com os escombros das casas, e se pôs a coletar comida para ele e pro garoto. Mas agora, o homem estava com os cabelos menores, a pele em um branco normal, e olhos negros. Bastante semelhantes ao garoto.
Naquela noite, os dois dormiram juntos, e realmente, o homem havia despertado certa preocupação com o garoto, e o garoto, simplesmente aceitava a situação.
- Você pode me ensinar a usar meus poderes? – Falou Ryou, sentando na beira da fogueira ainda de manhã, enquanto comia um peixe assado que o homem pescara.
- Acho que há tempo o bastante para eu te ensinar antes... Antes de partir – O homem frisou a última frase, virando o rosto.
- Então vamos agora! – O garoto levantou, mas sua expressão não era feliz, ele estava sério, determinado, mas ainda com os olhos inchados de tanto chorar pelos seus familiares mortos no dia anterior.
[color=#DCDCDC]- Vamos...[color] – Falou o homem, se levantando calmamente, e andando com o garoto até um lugar de campo aberto perto do lugar.
Neste lugar, o homem tentou ensinar ao garoto a arte dos raios dos deuses, mal sabendo o garoto o poder destrutivo que atribuía magia que o mesmo lidava.
E então, dia após dia, o homem se pôs a ensinar o garoto á arte da sua magia, e também ensinando o garoto a lutar. E se era notável a força de vontade que o pequeno Ryou tinha, e também a sua convicção em luta, ele se sentia poderoso, ele era poderoso. Além da força de vontade, outra coisa no garoto era notável, seu poder. O homem as vezes parecia preocupado com o poder do garoto, parecia que ele tinha medo, ou do garoto, ou de alguma outra coisa que ele esperava que lhe observasse.
Mas, o garoto não se importava com mais nada. Dia após dia ele se esforçava cada vez mais, e as vezes, nem parecia que realmente tinha sete anos. Ele tinha um grande poder, era ágil, habilidoso, algo que realmente se pode ser chamado de menino prodígio. Mas que além de tudo, o homem lhe educava, sim, além de treiná-lo, ele fazia o garoto ler sobre seus poderes.
Á partir da segunda semana de treinamento, o garoto já caçava, e caças grandes, como alces, grandes peixes num lago que havia ao redor, e as vezes até predadores. O homem as vezes se via preocupado com isto, mas não se importava tanto, o que ele queria mesmo, era ensinar ao garoto. Não havia nenhum dia de folga, a cada dia o treino era mais pesado. Mas, se há algo que se possa destacar, era desaparecimentos do homem na madrugada, e pergaminhos misteriosos que ele carregava com sigo. E os mesmos pergaminhos eram usados nos treinos do garoto, eram como um manual de como treinar um menino prodígio.
A cada dia, um novo modelo de treinamento, as vezes se repetiam, as vezes passavam mais rápido, mas, cada vez mais o garoto ia adquirindo técnica, se mostrando poderoso, habilidoso, maleável. Não se poderia duvidar que o homem pensava em más intenções com o garoto, afinal, alguém com aparência demoníaca não se é alguém que se possa confiar.
E com isto, os anos foram se passando, até que então, no aniversário de dez anos do garoto, o homem disse que ele já era alguém forte, e que não precisaria lhe treinar mais. O garoto, que agora adquiria uma expressão séria, pede ao homem uma última luta. E diante este pedido, o homem não pode negar.
A luta ia bem, até que o homem pediu para o garoto parar em certo momento, e o Ryou não conseguiu, não pode parar. Era como um extinto, ele teria de matar aquele homem, e ao homem perceber isto, deu um golpe que apagou o garoto.
Quando o menino acordou, estava na entrada de uma cidade misteriosa, um tanto sombria, mas que de longe, se avistava um prédio, tal prédio que se podia ler “Raven Tail”.
•••



App;



Ver perfil do usuário


Lucy


Olá, bem vindo ao Fórum Fairy Tail X-Treme
Um Bom Mago deve ter em atenção os seguintes Detalhes
Respeite as regras
Faça sua ficha em Fichas de Magos
Não pratique o Flood, Eu Detesto Vadalismo
Não peça suporte por MP
Tire Suas Duvidas No Nosso Atendimento


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum